Últimas Publicações:

01/04/2022 - Língua Inglesa

April Fools’ D...

Hello, teachers! How have you been? Uma das datas mais lembradas no mundo todo é o dia da mentira, em inglês conhecido como April Fools’ Day ou April Fool’s Day. Embora o início da celebração seja incerto, de ac...

01/04/2022 - Língua Inglesa

April Fools’ Day – dia da mentira

Hello, teachers! How have you been?

Uma das datas mais lembradas no mundo todo é o dia da mentira, em inglês conhecido como April Fools’ Day ou April Fool’s Day. Embora o início da celebração seja incerto, de acordo com o History Channel, ele pode ser associado a mudança de calendário Juliano para o Gregoriano. Como antigamente comemorava-se a passagem do ano com o equinócio de primavera, por volta do dia 1 de abril, algumas pessoas, sem o conhecimento da adoção de um novo calendário, comemoravam a passagem do ano na data antiga, sendo chamados de April Fools (tolos de abril).

Assista a um video que comenta a origem dessa data nos Estados Unidos:

https://www.usatoday.com/story/news/nation/2022/03/31/april-fools-day-2022/7172643001/

Nessa data, é muito comum estudantes, colegas de trabalho e até empresas pregarem peças em seu ambiente de estudo e trabalho ou nas redes sociais. Essas ‘peças’ são chamadas de PRANKS. Veja a definição de prank, segundo o dicionário Merriam-Webster: o verbo prank significa: ‘play a trick or prank on (someone)’ .

Visite o site para ler a reportagem sobre as melhores ‘pranks’ realizadas em 2019: https://www.theguardian.com/theguardian/2019/apr/01/april-fools-day-2019-the-best-jokes-and-pranks-in-one-place.

O departamento de polícia da Inglaterra chegou a anunciar multa de dois mil euros para quem comesse lanches fedidos no metro. E o jornal The Sun publicou o lançamento da nova moeda de cinquenta centavos com vários emojis, dentre eles o poo emoji.

 

Algumas marcas chegam a criar e lançar logos e novos produtos. Foi o que aconteceu com a Cartoon Network, que após tanto tempo em casa, devido ao lockdown e em homenagem aos pets que permitiam alguma socialização em casa,  decide mudar o nome da empresa para Cat-toon Network:  https://www.thewrap.com/april-fools-2021-pranks-ranked/. 

A marca PEEPS, famosa pela produção de marshmallows, anunciou sociedade com a marca de vegetais Green Giant, lançando coelhinhos sabor brócolis, desmentindo a notícia na data de 1 de abril.

https://twitter.com/PEEPSBrand/status/1377621775815745539?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1377621775815745539%7Ctwgr%5E%7Ctwcon%5Es1_c10&ref_url=https%3A%2F%2Fwww.thewrap.com%2Fapril-fools-2021-pranks-ranked%2F

E falando em aprendizagem de língua, o Duolingo foi mais longe: lançou um papel higiênico com frases em inglês, dado o tempo de ao menos 14 minutos que as pessoas gastam quando estão no banheiro, para que possam aprender uma língua sem perder tempo. Que tal essa ideia? Inclusive com depoimentos e dados científicos. Veja o twitter: https://twitter.com/duolingo/status/1377558141982945281?s=20&t=EYdOBT9wUORCHlFkJhLflw (mais…)

Deixe o seu comentário!

24/02/2022 - Língua Portuguesa

LITERATURA: use e ab...

Olá, Professores! No mundo inteiro as pessoas conhecem a história dos Três Porquinhos, mas a versão do Lobo vocês conhecem? A versão onde ele é a vítima da história? Coitadinho do Lobo que de mau não tem nada. ...

24/02/2022 - Língua Portuguesa

LITERATURA: use e abuse da imaginação.

Olá, Professores!

No mundo inteiro as pessoas conhecem a história dos Três Porquinhos, mas a versão do Lobo vocês conhecem? A versão onde ele é a vítima da história? Coitadinho do Lobo que de mau não tem nada. Será?

Que tal apresentar às crianças o outro lado da história e promover um debate por meio de dobraduras, teatro, narrativas , HQs, entre outras possibilidades?

Se não for possível ter acesso ao livro, segue um link , a hora do conto,  https://www.youtube.com/watch?v=Hpgbhy3nfX0

Professor, antes de ler ou apresentar o vídeo “a verdadeira história dos três porquinhos” ler a história clássica dos Três Porquinhos.

Após a leitura das histórias, promover uma roda de conversa . Possibilidades para iniciar a roda:

  • qual a versão eles preferem? Poderá fazer um gráfico para deixar exposto na sala.
  • Qual das versões vocês acham que é a verdadeira?

Promover um momento para confecção de dobraduras. Segue link (passo a passo).

Com as dobraduras, suas crianças poderão apresentar teatro com a versão escolhida pelo grupo. O importante é promover atividades com as duas versões da história. Quem sabe não surge uma terceira  criada pelas crianças?

https://www.youtube.com/watch?v=WhJ_IDUe0zo ( Dobradura do lobo).

Professor, use a sua imaginação para proporcionar um momento mágico para seus alunos.

Aqui, colocamos uma possibilidade que pode ser ampliada de acordo com a faixa etária das crianças.

Bom trabalho!

 

 

Deixe o seu comentário!

23/02/2022 - Educação Infantil

BAÚ DE IDEIAS – C...

[…] SOMOS TIPO PASSARINHOS SOLTOS A VOAR DISPOSTOS A ACHAR UM NINHO NEM QUE SEJA NO PEITO UM DO OUTRO Emicida Olá professor (a)! Aperte o cinto para uma viagem brincante na nova coleção de Educação Infantil do...

23/02/2022 - Educação Infantil

BAÚ DE IDEIAS – COMPANHEIROS DE AVENTURAS

[…] SOMOS TIPO PASSARINHOS SOLTOS A VOAR DISPOSTOS

A ACHAR UM NINHO NEM QUE SEJA NO PEITO UM DO OUTRO

Emicida

Olá professor (a)!

Aperte o cinto para uma viagem brincante na nova coleção de Educação Infantil do Sistema de Ensino Aprende Brasil. Você vai notar que foi utilizado a metáfora do voo no projeto gráfico, na concepção pedagógica, na linguagem e na organização das propostas. Essa escolha foi feita para traduzir a criação de um material aberto, flexível, fluído, brincante, interativo, instigante e que potencializa a autoria e o (re) planejamento docente. Por isso, afirmamos o nosso compromisso com voos significativos, que respeitem e valorizem o tempo de ser criança.

A legislação atual e outros estudos, apontam para a necessidade de devolver a infância do encantamento às crianças, pois essa fase do desenvolvimento humano precisa estar repleta de experimentações, descobertas, aprendizagens e desenvolvimento. Uma infância potente, capaz de criar memórias afetivas, impactar no desenvolvimento por meio de experiências significativas, alargar repertórios e proporcionar descobertas focadas na curiosidade do hoje, nos interesses das crianças no agora, e não no porvir, no que elas serão quando adultas. A infância é época de fortalecer as asas e encorajar o voo.

Vamos conhecer nossos companheiros de aventuras?

QUERO-QUERO:

Crianças de 3 anos têm a coordenação motora ampla em pleno desenvolvimento e gostam de correr, pular, girar e escalar. A fala está evoluindo com uma fantástica ampliação do vocabulário. E sua imaginação com elaboração de narrativas criativas e brincadeiras simbólicas, em que pessoas, objetos e situações fabulosamente se transformam. Como os quero-queros, são territorialistas, ainda estão aprendendo a partilhar e emprestar, característica compreensível levando em conta o egocentrismo.

 

 

CURIÓ:

 

Os pequenos de 4 anos, assim como os curiós, são habilidosos nas suas ações. Eles se interessam pelo desenho representativo, pelas letras, pelos números, pelos jogos, pelo corpo humano, pelos animais… Criativos, imaginativos, ativos, autônomos. Precisamos dar visibilidade à curiosidade, à experimentação e à criatividade no processo educativo.

 

 

BEM-TE-VI

 

Assim como os bem-te-vis, a maioria das crianças de 5 anos se adapta com facilidade ao meio, passando mais tempo longe dos familiares de referência. Tem uma capacidade adaptativa, suas hipóteses são mirabolantes, seus pensamentos estratégicos e seus interesses cada vez mais complexos, e mesmo sendo “crianças grandes” da Educação Infantil, precisamos continuar a vê-las como crianças. Resguardar ao “bem-ver” para as potencialidades das crianças, não antecipando práticas e nem processos.

 

Acesse o canal do Aprende Brasil no Youtube, no link https://youtu.be/G5Lj-u1UOFk e ouça as músicas criadas para cada companheiro de aventura, você e as crianças irão se divertir!

As crianças precisam embarcar em um voo permeado pela descoberta, experimentação, brincadeira, alegria e interação. Não só o destino – a aprendizagem final – deve importar, mas todo o trajeto precisa ser especial, permitindo reajustes de rotas, replanejamentos, personalizações, pausas para contemplações, voltas para o ninho no acolhimento de um colinho, encontros encorajadores para voos conjuntos.

Verdadeiras revoadas brincantes!

Um ótimo trabalho!

E aí, professor, o que achou da nova coleção?

Comente e compartilhe com a gente.

 

Forte abraço e até o próximo post!
Equipe Assessoria Educação Infantil
Se desejar falar conosco, envie e-mail para: edinfantil@aprendebrasil.com.br
Siga nossas redes sociais: @aprendebrasil

 

 

 

 

Deixe o seu comentário!

23/02/2022 - Educação Infantil

BEBÊS E CIA – ADA...

Olá professor (a)! O período em que o pequeno começa a frequentar a creche é muito especial para todos: bebês, crianças bem pequenas, familiares e professores. Tudo é novo, tudo precisa ser descoberto, aprendido. ...

23/02/2022 - Educação Infantil

BEBÊS E CIA – ADAPTAÇÃO E ACOLHIMENTO NA CRECHE

Olá professor (a)!

O período em que o pequeno começa a frequentar a creche é muito especial para todos: bebês, crianças bem pequenas, familiares e professores. Tudo é novo, tudo precisa ser descoberto, aprendido. Para isso, tempo, paciência, abertura ao novo e ao diálogo são elementos que precisam estar presentes.

Tanto para os pais quanto para vocês professores, é preciso compreender que a criança passa por um processo individual de adaptação na creche. Enquanto umas podem se acostumar rapidamente com o convívio com outras crianças e adultos, outras podem chorar para chamar e ganhar atenção dos educadores ou simplesmente por não reconhecer e/ou estranhar o ambiente em que se encontram.

As crianças precisam se adaptar ao novo, às rotinas da creche e às separações diárias da família, principalmente em relação à ausência da mãe. Isso faz parte do crescimento social e emocional dos pequenos. Além disso, é nesse período em que se estabelece um vínculo entre as crianças, a creche e a família. Para não haver conflitos entre as três partes, precisamos realizar esse processo de forma adequada.

Ainda que exista quem denomine “adaptação”, com o tempo e muitos estudos, gradativamente o termo vem sendo substituído por “acolhimento”, termo esse atento aos aspectos emocionais da criança, da família e dos próprios educadores. Acolhimento é um momento que envolve muita complexidade e deve ser observado com muita lucidez por todos os envolvidos.

Segue algumas sugestões para esse período de adaptação e acolhimento, não como regras, mas sim como reflexões de todos e contribuir no enriquecimento da construção das relações:

  • Objeto de transição ou objeto de afeto: permitir que a criança leve um objeto (pano, bicho de pelúcia, travesseiro) de apego que lhe dê segurança, estimulando sua memória afetiva.
  • Construir os momentos com a criança: sem surpresas, antecipe com a criança tudo que envolve ela ir para a creche. Permitir que ela participe dos preparativos oferece um grau de intimidade com a ideia e ameniza a sensação de enfrentamento a algo absolutamente desconhecido.
  • Sempre a verdade: uma construção que deve ser seguida com frequência. Converse com a criança, contando o que está acontecendo, passando segurança na voz e na postura.
  • Equilíbrio: encontrar uma dose adequada entre a firmeza e a proteção. A segurança da criança está diretamente ligada à percepção do grau de segurança em que se encontram os adultos.
  • Combine a rotina: procure estabelecer uma rotina diária, promova atividades na chegada, com brincadeiras, leituras e até mesmo um descanso. Quando a criança já está num ritmo de atividade ela tende a se posicionar de forma mais tranquila.
  • Comunicação entre a família e a escola: tanto os pais têm o desejo de conhecer os cotidianos de seus filhos na escola, como também os educadores precisam conhecer detalhes sobre as crianças.

Professor (a), a creche oportuniza rotina, aprendizagens e a presença regular de pessoas que educam e cuidam dos pequenos, o que é saudável. Seja carinhoso e compreensivo com a criança! Mantenha a calma e tenha consciência de que os pequenos perceberão sua postura segura e confiante! Com tempo, paciência e muito carinho, o pequeno logo estará adaptado à rotina da creche e você, contente com todos os progressos dele.

Bom ano letivo de 2022!

E aí, professor, gostou do texto?

E você, como trabalharia adaptação e acolhimento com seus alunos? Comente e compartilhe com a gente.

 

Forte abraço e até o próximo post!
Equipe Assessoria Educação Infantil
Se desejar falar conosco, envie e-mail para: edinfantil@aprendebrasil.com.br
Siga nossas redes sociais: @aprendebrasil

Deixe o seu comentário!

13/10/2021 - Língua Portuguesa

ALFABETIZAÇÃO EM D...

Olá, professores(as). Tudo bem com vocês? Que tal refletir sobre a aprendizagem da língua escrita? Serão 08 encontros para pensar estratégias que possam auxiliar no processo de alfabetização e letramento.  Não...

10/09/2021 - Educação Infantil

Baú de ideias ̵...

Olá, professor (a)! Como você está? As crianças pequenas gostam de criar brinquedos, inventar brincadeiras e colocar todo seu potencial criativo em ação. É assim aí com a sua turma também? Caixas de papelão de ...

10/09/2021 - Educação Infantil

Baú de ideias – “Acerte o buraco”

Olá, professor (a)!

Como você está?

As crianças pequenas gostam de criar brinquedos, inventar brincadeiras e colocar todo seu potencial criativo em ação. É assim aí com a sua turma também? Caixas de papelão de diferentes tamanhos são materiais não estruturados bastante apreciados por elas, pois uma caixa pode ser tudo que elas quiserem e tudo que a imaginação permitir! Tais criações, além de possibilitarem diversão, simultaneamente permitem ricos momentos de descobertas e aprendizagens.

Pensando nisso, nossa dica de hoje é brincar de “Acerte o buraco”, confeccionando um brinquedo com materiais que muitas vezes temos em casa ou que podem ser facilmente encontrados.

Para a confecção, você vai precisar de:

– uma tampa de caixa de papelão ou a base de uma caixa cortada (preferencialmente de tamanho grande, como aquelas de caixa de papel ofício ou maior);

– tesoura e/ou estilete (para uso do adulto);

– bolinhas plásticas como aquelas de piscina de bolinhas (ou outras confeccionadas até com jornal, envolvidas com fita adesiva);

– tinta, se desejarem colorir ou durex colorido, pois dá também para brincar com pontuação: é só definir a quantidade de pontos para cada cor.

Assista ao vídeo aqui:

https://br.pinterest.com/pin/511862313902736574/

Corte círculos um pouco maiores do que a bolinha, para permitir sua passagem pelo buraco. Porém não tão grandes para que tenha uma dose de desafio para as crianças!

Como brincar:

Uma ideia é a criança tentar acertar a bolinha vermelha no buraco vermelho e assim sucessivamente. É um desafio! Você já tentou fazer? Parece fácil, mas requer uma boa coordenação motora, equilíbrio e paciência, pois às vezes demoramos para conseguir derrubar a bolinha…

Outra ideia é combinar uma pontuação para cada cor de bolinha ou buraco e marcar os pontos, para depois somar e questionar: Quem fez mais pontos? Quantos pontos a mais? É possível também fazer a somatória de pontos por grupo.

Divirtam-se!

Um abraço da Equipe de Assessoria da Educação Infantil Aprende Brasil

Se desejar falar conosco, envie e-mail para: edinfantil@aprendebrasil.com

Siga nossas redes sociais: @aprendebrasil

Deixe o seu comentário!