Últimas Publicações:

24/02/2022 - Língua Portuguesa

LITERATURA: use e ab...

Olá, Professores! No mundo inteiro as pessoas conhecem a história dos Três Porquinhos, mas a versão do Lobo vocês conhecem? A versão onde ele é a vítima da história? Coitadinho do Lobo que de mau não tem nada. ...

24/02/2022 - Língua Portuguesa

LITERATURA: use e abuse da imaginação.

Olá, Professores!

No mundo inteiro as pessoas conhecem a história dos Três Porquinhos, mas a versão do Lobo vocês conhecem? A versão onde ele é a vítima da história? Coitadinho do Lobo que de mau não tem nada. Será?

Que tal apresentar às crianças o outro lado da história e promover um debate por meio de dobraduras, teatro, narrativas , HQs, entre outras possibilidades?

Se não for possível ter acesso ao livro, segue um link , a hora do conto,  https://www.youtube.com/watch?v=Hpgbhy3nfX0

Professor, antes de ler ou apresentar o vídeo “a verdadeira história dos três porquinhos” ler a história clássica dos Três Porquinhos.

Após a leitura das histórias, promover uma roda de conversa . Possibilidades para iniciar a roda:

  • qual a versão eles preferem? Poderá fazer um gráfico para deixar exposto na sala.
  • Qual das versões vocês acham que é a verdadeira?

Promover um momento para confecção de dobraduras. Segue link (passo a passo).

Com as dobraduras, suas crianças poderão apresentar teatro com a versão escolhida pelo grupo. O importante é promover atividades com as duas versões da história. Quem sabe não surge uma terceira  criada pelas crianças?

https://www.youtube.com/watch?v=WhJ_IDUe0zo ( Dobradura do lobo).

Professor, use a sua imaginação para proporcionar um momento mágico para seus alunos.

Aqui, colocamos uma possibilidade que pode ser ampliada de acordo com a faixa etária das crianças.

Bom trabalho!

 

 

Deixe o seu comentário!

08/10/2021 - Educação Infantil

Baú de ideias – C...

Olá, professor (a)! Esperamos que tudo esteja bem com você! No blog deste mês queremos homenagear e felicitar todas as crianças pequenas pela sua essência, pureza, potencial, alegria e esperança que toda criança...

08/10/2021 - Educação Infantil

Baú de ideias – Complexidade de ser criança

Olá, professor (a)!

Esperamos que tudo esteja bem com você!

No blog deste mês queremos homenagear e felicitar todas as crianças pequenas pela sua essência, pureza, potencial, alegria e esperança que toda criança naturalmente tem. Ser criança é magia , é encantamento, é ter a ânsia de não querer ser…

Dessa forma, esta postagem traz uma mensagem especial destinada às crianças pequenas e uma reflexão aos professores e pais que contribuem com o pleno desenvolvimento delas.

 

Cada criança é como é,

única, especial, sensível, inteira.

Todas as crianças estão em permanente

estado de transformação,

permeáveis que são ao mundo, aos outros, aos ambientes,

às palavras e expressões que absorvem,

aos estímulos que recebem ou à falta destes.

Cada criança é como é.

E nosso desafio não é muda-las,

mas conhece-las e aceita-las

acolhê-las e proporcionar situações

para que tenham vez e voz.

Dar-lhes espaços, tempos e respiros

Para serem quem são.

FRIEDMANN , 2020, p. 92

 

Para complementar, acesse o link https://www.tempojunto.com/2018/10/05/10-brincadeiras-para-animar-o-dia-das-criancas/, observe algumas propostas interessantes para brincar, repletas de diversão que criam memórias cheias de afeto com as crianças da escola e também com os nossos filhos, sobrinhos ou netos!

 

E aí, gostou desta postagem? Deixe seu comentário!

 

Sempre que precisar entre em contato conosco!

Grande abraço e até o próximo post!

Equipe Assessoria Educação Infantil Aprende Brasil

edinfantil@aprendebrasil.com.br

 

REFERÊNCIAS:

FRIEDMANN, Adriana. A vez e a voz das crianças: escutas antropológicas e poéticas das infâncias. São Paulo: Panda Books, 2020.

Deixe o seu comentário!

08/10/2021 - Educação Infantil

Bebês e Cia – As ...

Olá, professor (a)! Esperamos que tudo esteja bem com você! No blog deste mês queremos homenagear, felicitar os bebês e as crianças bem pequenas pela sua essência, pureza, potencial, alegria e esperança que toda ...

08/10/2021 - Educação Infantil

Bebês e Cia – As expressões infantis

Olá, professor (a)!

Esperamos que tudo esteja bem com você!

No blog deste mês queremos homenagear, felicitar os bebês e as crianças bem pequenas pela sua essência, pureza, potencial, alegria e esperança que toda criança naturalmente tem. Ser criança é magia, encantamento, é ter a ânsia de não querer ser…

Dessa forma, esta postagem traz uma mensagem especial destinada aos nossos pequenos e uma reflexão aos professores e pais que contribuem com o seu pleno desenvolvimento.

 

Crianças se expressam todo dia, toda hora.

Seus corpos cantam e gingam.

Seus olhares piscam, sorriem ou gritam.

Suas mãozinhas gesticulam.

Suas palavras revelam ou abafam.

Seus cantos desabafam e aliviam.

Emoções escondidas,

ou não compreendidas…

Seus brincares as libertam

e as ajudam a experimentar a vida.

E talvez a compreendê-la?

Ou a assimilar o mundo à sua volta…

Crianças expressam-se, todo dia. Toda hora.

FRIEDMANN , 2020, p. 68

 

Para complementar, acesse o link https://bebeativo.com.br/atividades-para-bebes-e-criancas-bem-pequenas-1-a-2-anos/, observe algumas propostas interessantes para brincar, repletas de diversão que criam memórias cheias de afeto com os bebês, com as crianças bem pequenas da escola e também com os nossos filhos, sobrinhos ou netos!

 

E aí, gostou dessa postagem? Deixe seu comentário!

 

Sempre que precisar entre em contato conosco!

Grande abraço e até o próximo post!

Equipe Assessoria Educação Infantil Aprende Brasil

edinfantil@aprendebrasil.com.br

 

REFERÊNCIAS:

FRIEDMANN, Adriana. A vez e a voz das crianças: escutas antropológicas e poéticas das infâncias. São Paulo: Panda Books, 2020.

 

Deixe o seu comentário!

01/10/2021 - Arte, Educação Infantil

Materiais para desen...

Olá professora, olá professor! ♥ Que bom tê-los conosco mais uma vez! O desenho infantil é uma atividade fundamental para o desenvolvimento das crianças. Afinal, os riscos e rabiscos ajudam na evolução cogniti...

01/10/2021 - Arte, Educação Infantil

Materiais para desenho: qual o ideal para o público infantil?

Olá professora, olá professor! ♥
Que bom tê-los conosco mais uma vez!

O desenho infantil é uma atividade fundamental para o desenvolvimento das crianças. Afinal, os riscos e rabiscos ajudam na evolução cognitiva, motora, social, emocional e espacial.

“Quando acreditamos que as crianças são capazes, organizamos, como professores, situações em que possam expressar seu pensamento, registrar descobertas, escrever de acordo com seus conhecimentos sobre o código naquele momento, produzir marcas.” (LOPES, 2009, p. 54)

Além disso, permitem que os pequenos desenvolvam a percepção das cores, bem como formas e texturas de cada coisa, ou seja, estimulam atividades essenciais para a alfabetização.

Também, é por meio dos desenhos que as crianças se expressam e criam um elo entre seu mundo imaginário e o real. No entanto, é preciso que a criança utilize os materiais adequados à sua idade e que os adultos saibam conduzir da maneira certa.

Entre 1 e 2 anos de idade

A partir dos 12 ou 13 meses, a maioria das crianças já consegue segurar um giz de cera na mão e rabiscar. Em geral, fazem círculos, assim como traços verticais e horizontais em movimentos de vai e vem. Para essa etapa, o bebê deve usar giz de cera mais grosso e macio, pois facilita que a criança segure com maior firmeza.

Dos 2 aos 3 anos​

Com essa idade, a criança já tenta imitar outros desenhos. Assim, tenta controlar o tamanho e a forma dos riscos e já passa a escolher as cores intencionalmente. O pequeno já consegue segurar o giz com os dedos e direciona a ponta para o papel. Nessa fase, ainda devem utilizar gizes e canetinhas mais grossos, que ajudam nos traços.

Entre 3 e 4 anos

Já a partir dos 3 anos, a criança descreve o que desenha. Além disso, distribui melhor os traços pelo papel e posiciona direitinho o giz ou canetinha na mão.

Nessa fase, ainda não conseguem pintar respeitando os limites do desenho, mas já utilizam os 3 dedos em 3 pontos de apoio, ou seja, o giz é agarrado pelo polegar e pelo indicador, enquanto descansa sobre o dedo médio. Por isso, é interessante buscar por gizes ou canetinhas em formato triangular.

Dos 4 aos 5 anos

Durante essa etapa, a criança já passa a utilizar o pulso para mover a mãozinha, diminuindo os movimentos dos ombros e cotovelos. Nessa idade, já consegue segurar os lápis e respeita os limites ao pintar desenhos.

É a partir dos 4 anos que começa a descoberta da relação entre o desenho, a imaginação e a realidade. Ao desenhar uma figura humana, os traços evoluem lentamente e já aparecem os braços, mãos, pernas e pés.

Também é nessa idade que a criança passa a escolher as cores conforme as emoções.

A partir dos 5 anos

Aos 5 aninhos, a criança já acrescenta mais detalhes em seus desenhos e utiliza as cores da forma correta. Aliás, esse é o momento ideal para que os pequenos usem canetinhas com cores vivas e variadas, e também que permitam que explorem as diversas cores de pele.

Conforme a criança cresce, já é possível que usem canetinhas e lápis mais finos. Até mesmo porque seus traços ficam mais precisos e têm mais segurança para manusear esses materiais.

O desenho infantil é essencial para o desenvolvimento dos pequenos. Mas para isso, é importante que o adulto estimule e participe dessa atividade. A propósito, temos muito o que aprender com eles!

“O desenho da criança segue sendo uma atividade importante na escola. A compreensão do desenho cultivado favorece a ação dos professores na promoção dos atos desenhistas sem o medo do diálogo com as culturas. Com orientações adequadas na escola todos podem aprender a desenhar sem estagnações no desenvolvimento criativo. Consideramos que a possibilidade de desenhar na criança é um virtual de suas funções inteligentes, compreendidas em sentido amplo, que tende a se socializar cada vez mais. Isso corresponde a dizer que a construção do desenho é simultaneamente biológica cultural, desde seus primórdios.” (IAVELBERG, 2017, p.102)

Então, não os repreenda. Respeite os limites da idade e estimule a melhora. Elogie, ensine com paciência e permita que escolham as cores que quiserem. Afinal, isso estimula ainda mais a criatividade nas crianças.

Referências

IAVELBERG, Rosa. O desenho cultivado da criança: prática e formação de educadores. Porto Alegre: Zouk, 2017.

LOPES, Amanda Cristina Teagno. Educação infantil e registro de práticas. São Paulo: Cortez 2009.

Faber-castell, blog. https://cursos.faber-castell.com.br/blog/giz-de-cera-canetinha-ou-lapis-de-cor-qual-o-ideal-para-o-desenho-infantil Acesso em 01/10/2021.

 

Gostou? Ficou com dúvidas ou tem sugestões?

Deixe aqui nos comentários!!!

ATÉ A PRÓXIMA, TCHAU! =)

Rafael Pawlina

Assessor de Arte

Deixe o seu comentário!

02/09/2021 - Arte, Geografia

Além do desenho: tr...

Olá Professora! Olá professor! Neste mês de setembro estamos com a Campanha Além do desenho: traçando lugares, vivências e comunidades e gostaríamos de convidar todos os professores dos Anos Iniciais, para parti...

02/09/2021 - Arte, Geografia

Além do desenho: traçando lugares, vivências e comunidades

Olá Professora! Olá professor!

Neste mês de setembro estamos com a Campanha Além do desenho: traçando lugares, vivências e comunidades e gostaríamos de convidar todos os professores dos Anos Iniciais, para participar deste evento, cujo objetivo é melhorar  ainda mais os recursos de  aprendizagem do Sistema de Ensino Aprende Brasil. Vale lembrar que ao desenhar, a criança reúne emoções e conhecimentos que podem auxiliar o professor a compreendê-la melhor e a ampliar as suas práticas pedagógicas.

Contamos com vocês!!

Equipe Assessoria de Geografia

Sempre que precisar entre em contato conosco: geografia@aprendebrasil.com.br  
Siga nossas redes sociais: Instagram @aprendebrasil / YouTube: Sistema Aprende Brasil

 

 

Deixe o seu comentário!

29/06/2021 - Educação Infantil

Baú de ideias – F...

Olá, Professores! Todos os anos, quando o final do primeiro semestre se aproxima, as escolas começam a pensar na organização das festividades do mês de junho e julho. Isso por conta das festas juninas e alguma vezes...

29/06/2021 - Educação Infantil

Baú de ideias – Festa junina: que tal alegrar o arraiá na escola ou em casa?

Olá, Professores!

Todos os anos, quando o final do primeiro semestre se aproxima, as escolas começam a pensar na organização das festividades do mês de junho e julho. Isso por conta das festas juninas e alguma vezes julinas que acontecem nas cidades e em várias escolas. É comum a comunidade e as instituições escolares direcionarem o olhar para os arraiais com as bandeirolas, as vestimentas e os chapéus de palha, hoje sinônimos de festa caipira.

Fogueira de mentirinha, bandeirinhas e balões feitos de papel nas salas de aula e decorando a quadra da escola, barracas com brincadeiras, comidas e bebidas, vestimentas e danças características… Neste ano, por conta da pandemia, infelizmente as festas juninas não acontecerão como gostaríamos. Mas sem a festa presencial e apesar do distanciamento social, a celebração popular não precisa passar despercebida. É possível propor atividades e brincadeiras interessantes para serem realizadas com crianças pequenas. E o legal é que elas podem ser realizadas na escola ou em casa com a família.

Vejam a seguir, algumas propostas bacanas e divertidas que alegram e divertem a todos:

  • Uma vivência musical – experimentando os ritmos e movimento
  • Apresente para as crianças uma canção junina.
  • Apresente várias vezes e vá chamando atenção para o ritmo, marcando com palmas, com os pés, com passos etc.
  • Depois observe se as crianças percebem e reproduzem o ritmo e, aos poucos, aprendem a melodia ou a letra.
  • À medida que a brincadeira vai ficando mais conhecida, os ritmos podem ser obtidos com várias partes do corpo: batendo na barriga, nas coxas, nas costas do amigo, na bochecha (com boca aberta e fechada).
  • Essa é uma rotina que pode ser aplicada para introduzir e trabalhar qualquer tipo de música.
  • Para animar o arraial, dançar e aproveitar muito é só clicar aqui: http://bit.ly/festajunina_playlist_Tempojunto Vocês encontrarão várias opções de músicas para animar a festança.

 

  • Corrida do Pinguim
  • Você irá precisar apenas de bexigas, uma para cada participante.
  • Após encher a bexiga, basta colocar entre as pernas dos brincantes.
  • Marque a linha de chegada com um pedaço de fita crepe ou outro material que tiver disponível ( barbante, lã, durex colorido, uma tira de papel ou até mesmo pedrinhas ou gravetos que encontrar caídos no chão).

A brincadeira consiste em correr até a linha de chegada, com a bexiga entre as pernas, sem deixar cair e sem estourar!

Sabem porque a brincadeira é intitulada “ Corrida do Pinguim”?

Porque ao correr com a bexiga entre as pernas, os movimentos são muito parecidos com o andar do pinguim, ou seja, com os pés voltados para fora.

 

  • Acerte a lata
  • Você irá precisar de 10 latas vazias ( pode ser de milho, de molho de tomate, de creme de leite, etc). Se preferir, poderá encapá-las com o material que desejar ( papel de presente liso ou decorado, folhas de revistas, papel contato, etc). Se desejar, poderá aumentar a quantidade de latas.
  • Se não tiver latas, poderá ser com copos de papelão descartáveis.
  • Dispor as latas ou copos, formando uma torre com esses objetos, começando com a quantidade maior e terminando com um objeto apenas. Sugestão: começar fazendo uma fileira com 4 latas ou copos, sobre essa fileira intercalar 3 latas ou copos, depois 2 latas ou copos e terminar com 1 lata ou copo. Pronto a torre estará formada.

O objetivo do jogo, é derrubar as latas ou copos. Para isso, poderá ser utilizada qualquer bolinha que você tenha disponível ( bolinha de meia, de tênis, bolinha da piscina de bolinhas, etc) ou fazer uma bolinha de papel.

Após as brincadeiras realizadas, se desejarem as crianças poderão ganhar alguma prenda pela participação e ou comemorar saboreando pipocas, milho verde, pinhão, bolo, doces ou outras gostosuras.

Deixe seu comentário e conte para nós como foi o arraiá na escola ou em casa com a família.

 

Sempre que precisarem, entrem em contato conosco!

Grande abraço e até o próximo post!

Equipe Assessoria Educação Infantil Aprende Brasil

edinfantil@aprendebrasil.com.br

 

Referências

https://www.tempojunto.com/2019/05/13/brincadeira-de-movimento-com-bexiga-corrida-do-pinguim/ Brincadeira adaptada. Acesso em 15/06/2021

https://www.tempojunto.com/2015/06/12/brincadeiras-de-festa-junina-para-um-arraial-de-arrasar/  Brincadeiras adaptadas Acesso 15/06/2021

Deixe o seu comentário!