Últimas Publicações:

19/07/2021 - Ensino Religioso

Plano de Aula: Cren...

    Palavras-chave: Sugestão de planejamento; Crenças religiosas e filosofias de vida; Crenças, filosofias de vida e esfera pública.   Série/Ano: 8º. ano Olá! No post de hoje vamos compartilhar um...

19/07/2021 - Ensino Religioso

Plano de Aula: Crenças, filosofias de vida e esfera pública

 

 

Palavras-chave:

Sugestão de planejamento; Crenças religiosas e filosofias de vida; Crenças, filosofias de vida e esfera pública.

 

Série/Ano:

8º. ano


Olá!

No post de hoje vamos compartilhar uma sugestão de aula de Ensino Religioso. Veja:

 

UNIDADE TEMÁTICA:

Crenças religiosas e filosofias de vida

 

OBJETOS DO CONHECIMENTO:

Crenças, filosofias de vida e esfera pública

 

COMPETÊNCIA GERAL DA BNCC EXPLORADA:

Exercitar a empatia, o diálogo, a resolução de conflitos e a cooperação, fazendo-se respeitar e promovendo o respeito ao outro e aos direitos humanos, com acolhimento e valorização da diversidade de indivíduos e de grupos sociais, seus saberes, identidades, culturas e potencialidades, sem preconceitos de qualquer natureza.

 

COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS DE ENSINO RELIGOSO:

Conviver com a diversidade de crenças, pensamentos, convicções, modos de ser e viver.

Analisar as relações entre as tradições religiosas e os campos da cultura, da política, da economia, da saúde, da ciência, da tecnologia e do meio ambiente.

Debater, problematizar e posicionar-se frente aos discursos e práticas de intolerância, discriminação e violência de cunho religioso, de modo a assegurar os direitos humanos no constante exercício da cidadania e da cultura de paz.

 

HABILIDADE ESPECÍFICA DE ÁREA:

(EF08ER06) Analisar práticas, projetos e políticas públicas que contribuem para a promoção da liberdade de pensamento, crenças e convicções.

(EF08ER04) Discutir como filosofias de vida, tradições e instituições religiosas podem influenciar diferentes campos da esfera pública (política, saúde, educação, economia).

(EF08ER05) Debater sobre as possibilidades e os limites da interferência das tradições religiosas na esfera pública.

(EF08ER06) Analisar práticas, projetos e políticas públicas que contribuem para a promoção da liberdade de pensamento, crenças e convicções.

 

ENCAMINHAMENTO:

Ao longo da aula o professor pode distribuir para os alunos diferentes notícias sobre decisões governamentais que interferem na prática religiosa e estimular o debate entre os alunos. Veja exemplo de notícia abaixo:

Áustria proíbe uso de véu islâmico em escolas para meninas de 6 a 10 anos:

https://exame.abril.com.br/mundo/austria-proibe-uso-de-veu-islamico-em-escolas-para-meninas-de-6-a-10-anos/

 

Gostou da dica? Compartilhe suas experiências nos comentários.

Equipe Assessoria de Ensino Religioso

Sempre que precisar entre em contato conosco: historia@aprendebrasil.com.br
Siga nossas redes sociais: Instagram @aprendebrasil / YouTube: Sistema Aprende Brasil

 

Referências:
BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/SEB, 2017. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp-content/uploads/2018/02/bncc-20dez-site.pdf>. Acesso em: maio, 2018.

Deixe o seu comentário!

12/07/2021 - Arte, Ciências, Educação Física, Educação Infantil, Ensino Religioso, Geografia, História, Informática Educativa, Língua Inglesa, Língua Portuguesa, Marketing, Matemática

EDITAL DE CHAMADA: E-BOOK “REFLEXÕES SOBRE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS: CAMINHOS PARA UMA EDUCAÇÃO ANTIRRACISTA”

 

 

Olá Professores e Professoras

 

 

Precisamos da sua contribuição para um projeto muito importante que estamos desenvolvendo.

Como vocês já sabem estamos desenvolvendo o projeto Reflexões sobre práticas pedagógicas: caminhos para uma Educação antirracista. Ainda não está participando? Você não pode perder! Veja a programação completa: 

 

 

Acesse a programação completa clicando aqui.

 

 

O evento propõe uma série de encontros online que desenvolvem reflexões de temas relacionados à implementação da Lei n° 10.639/2003 com a intencionalidade de promover mudanças no fazer pedagógico e orientar professores, coordenadores e gestores, que ainda se sentem desamparados sobre orientações práticas, ou seja, como planejar e abordar tais temas em sala de aula.

 

 

ACESSE O EDITAL DE CHAMADA: E-BOOKREFLEXÕES SOBRE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS: CAMINHOS PARA UMA EDUCAÇÃO ANTIRRACISTA

 

 

Mas, queremos mais! Com o objetivo de conhecer e socializar práticas educacionais que promovam a implementação da Lei nas diferentes áreas do conhecimento e etapas de ensino, o Sistema de Ensino Aprende Brasil convida profissionais da educação de municípios conveniados, para fazer parte da construção de um e-bookPara isso tornamos público a chamada para submissões de relatos de experiência para composição dos capítulos do e-book. 

 

 

Informações Gerais:

  • Quem pode participar? Professores e gestores de todas as etapas de ensino, dos municípios que utilizam o Sistema de Ensino Aprende Brasil.
  • De que forma? Enviando um relato de experiência sobre a aplicação de temas relacionados à Lei n° 10.639/2003 na sua escola. Cada relato de experiência comporá um capítulo do e-book.
  • Quando enviar? 12 de julho até 05 de dezembro de 2021.
  • Para qual endereço de e-mail? historia@aprendebrasil.com.br.

 

Resultados da avaliação e publicação dos trabalhos no e-book:

  • Divulgação da chamada: 12 de julho de 2021.
  • Envio dos trabalhos: 12 de julho até 05 de dezembro de 2021.
  • Divulgação dos aprovados total e parcial (com necessidade de ajustes): janeiro de 2022.
  • Publicação: 1° semestre de 2022.
  • As avaliações serão realizadas separadamente pelos membros do comitê de avaliação.

 

 

A meta é selecionar entre 10 e 20 relatos de experiência que estejam de acordo com a temática do dossiê e que cumpram as normas para a submissão. Participe e compartilhe!

 

Quaisquer outras situações serão avaliadas pelo Comitê de Avaliação e Organização.

Contato: historia@aprendebrasil.com.br

 

Equipe Assessoria de Áreas

Siga nossas redes sociais: Instagram @aprendebrasil / YouTube: Sistema Aprende Brasil

Deixe o seu comentário!

12/07/2021 - Matemática

Sugestão de Ativida...

Olá, professores! Sejam bem-vindos a esta seção, onde você encontrará algumas sugestões de atividades para trabalhar com os estudantes do 7° Ano do Ensino Fundamental, explorando a linguagem algébrica, relacionan...

12/07/2021 - Matemática

Sugestão de Atividade de Matemática

Olá, professores!

Sejam bem-vindos a esta seção, onde você encontrará algumas sugestões de atividades para trabalhar com os estudantes do 7° Ano do Ensino Fundamental, explorando a linguagem algébrica, relacionando com as habilidades:

(EF07MA13) Compreender a ideia de variável, representada por letra ou símbolo, para expressar relação entre duas grandezas, diferenciando-a da ideia de incógnita.
(EF07MA15) Utilizar a simbologia algébrica para expressar regularidades encontradas em sequências numéricas.

Essa sugestão de atividade foi pensada envolvendo a linguagem algébrica, para acessar e baixar os encaminhamentos clique AQUI.

Fique ligado! Na próxima semana teremos mais publicações.

Até breve!

Referência:

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/SEB, 2017. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp-content/uploads/2018/02/bncc-20dez-site.pdf>. Acesso em: maio, 2018.

Deixe o seu comentário!

09/07/2021 - Arte, Ciências, Educação Física, Educação Infantil, Ensino Religioso, Geografia, História, Informática Educativa, Língua Inglesa, Língua Portuguesa, Marketing, Matemática

Africanidades e ancestralidade: o ensino da cultura africana e afro-brasileira na sala de aula

Olá, Professores e Professoras!

 

Na segunda-feira, dia 12 de julho, teremos mais um encontro do evento Reflexões sobre práticas pedagógicas: caminhos para uma educação antirracista. O evento propõe uma série de encontros online que desenvolvem reflexões de temas relacionados à implementação da Lei 10.639/2003 com a intencionalidade de promover mudanças no fazer pedagógico e orientar professores, coordenadores e gestores, que ainda se sentem desamparados sobre orientações práticas, ou seja, como planejar e abordar tais temas em sala de aula. 

Desta vez nosso tema será Africanidades e ancestralidade: o ensino da cultura africana e afro-brasileira na sala de aula, ministrado pela professora Adilbênia Machado. Para acessar a live basta clicar aqui.

 

 

 

 

O evento é composto por 6 encontros, uma vez por mês. O primeiro encontro já aconteceu e você pode assistir gravado, clicando no título indicado abaixo:

 

 

ABERTURA: IMPORTÂNCIA DA LEI 10.639/2003 E SEUS IMPACTOS NA ESCOLA

Palestrante convidada: Débora Cristina de Araújo. Professora de Educação das Relações Étnico-Raciais no Departamento de Teorias do Ensino e Práticas Educacionais do Centro de Educação da Universidade Federal do Espírito Santo. Coordena o LitERÊtura – Grupo de estudos e pesquisas em diversidade étnico-racial, literatura infantil e demais produtos culturais para as infâncias. 

 

 

Para não perder nenhum encontro acesse a programação completa. Baixe o arquivo em PDF e compartilhe com seus contatos. Quanto mais pessoas participarem destes eventos maiores serão as possibilidades para construirmos uma educação antirracista.

 

 

Acesse a Programação em PDF clicando aqui.

 

 

O evento tem Certificação para todos os participantes.

Participe e compartilhe com seus contatos!

 

 

Equipe Assessoria de Áreas

Siga nossas redes sociais: Instagram @aprendebrasil / YouTube: Sistema Aprende Brasil

Deixe o seu comentário!

05/07/2021 - Ciências, Língua Inglesa

If it is yellow, let...

Hey, teachers! How’s it going? Hope you are good! Espero que esteja tudo bem. Passando por aqui para contar sobre essa novidade que encontrei. No volume 3, do 7 ano, temos nas duas unidades a língua sendo ensinada a p...

05/07/2021 - Ciências, Língua Inglesa

If it is yellow, let it mellow

Hey, teachers! How’s it going? Hope you are good!

Espero que esteja tudo bem. Passando por aqui para contar sobre essa novidade que encontrei. No volume 3, do 7 ano, temos nas duas unidades a língua sendo ensinada a partir de duas temáticas relacionadas ao meio ambiente. Economizar água e ajudar a salvar o planeta. Meu foco aqui é em relação à água.

Water is life

Procurando recursos para pensar o engajamentos dos alunos na temática, encontrei dois vídeos interessantes. O primeiro, apresenta 10 formas de economizar água, que serve tanto para apresentar a temática, quanto para propor que os alunos produzam algo parecido:

Na produção desse vídeo, em uma das dicas para economizar água, surge a rima:

IF IT IS YELLOW, LET IT MELLOW.

A princípio, não compreendi e fui em busca de informações.

Conversando também com a Assessoria de Ciências, existe esse comportamento, algumas pessoas colocando como prioridade começar a ter essa atitude, a fim de que mais água seja economizada: If it is yellow, let it mellow, refere-se à atitude de não dar a descarga no banheiro o tempo todo. Se estiver ‘amarelo’, não dar a descarga, somente se estiver marrom. Veja um exemplo de cartaz com essa mensagem, a seguir:

Printable sign – If it’s yellow let it mellow. If it’s brown flush it down.

Da mesma forma, algumas pessoas se manifestam a favor de que se faça xixi no chuveiro, para a economia de água. Assista a essa campanha, bem interessante para se trabalhar em sala com os alunos. O cantor é ótimo!

Há quem se manifeste ainda contra ou a favor. Mas o que vale é lembrar do desperdício de água feito de várias maneiras e das tentativas para a economia de água, em nível mundial. Vale enfatizar a possibilidade de projeto interdisciplinar com o componente de Ciências.

And you? What do you do for saving water?

 

 

Deixe o seu comentário!

05/07/2021 - Ensino Religioso, História

“Só acredito ...

    Olá Professores   Iniciamos mais um Percurso Pedagógico (veja programação completa clicando aqui), edição dedicada ao volume 3 do Livro Didático, desta vez as lives de História ao tema: Leitura...

05/07/2021 - Ensino Religioso, História

“Só acredito vendo”…

 

 

Olá Professores

 

Iniciamos mais um Percurso Pedagógico (veja programação completa clicando aqui), edição dedicada ao volume 3 do Livro Didático, desta vez as lives de História ao tema: Leitura crítica de pinturas, desenhos e gravuras nas aulas de história.

Na live voltada para Professores do Ensino Fundamental Anos Finais fizemos uma breve discussão sobre a temática e exemplificaremos como abordá-las a partir do Livro Didático Integrado do Sistema de Ensino Aprende Brasil, além de fazer sugestões e indicações práticas.

Nosso objetivo ao longo da live é pensar procedimentos de análise de fontes visuais.

Um objeto só se torna documento quando apropriado por um narrador que a ele confere sentido, tornando-o capaz de expressar a dinâmica da vida das sociedades. Portanto, o que nos interessa no conhecimento histórico é perceber a forma como os indivíduos construíram, com diferentes linguagens, suas narrações sobre o mundo em que viveram e vivem, suas instituições e organizações sociais. Nesse sentido, “O historiador não faz o documento falar: é o historiador quem fala e a explicitação de seus critérios e procedimentos é fundamental para definir o alcance de sua fala. Toda operação com documentos, portanto, é de natureza retórica.” (BNCC, 2018, p. 397)

Para esse uso de fontes vamos tomar como premissa a ATITUDE HISTORIADORA apresentada pela BNCC. Os procedimentos da atitude historiadora são: identificação, comparação, contextualização, interpretação e análise.

 

Identificação: “cada documento exige um instrumental crítico particular, mas a crítica de qualquer documento deve começar pela identificação dos temas e dos argumentos, com ajuda de questões ou problemáticas.” (SCHMIDT; CAINELLI, 2009, p. 123)

Comparação: a fim de auxiliar na comparação do documento histórico, é possível trabalhar com: Biografia do autor do documento; Texto historiográfico sobre evento histórico relacionado ao documento; Outras fontes, como: textos literários, músicas, pinturas, fotografia, etc.

Contextualizar: contextualizar o documento é situá-lo no tempo e no espaço, procurando realizar uma constituição, a mais razoável possível, dos elementos e dos acontecimentos que possibilitem esclarecê-lo” (SCHMIDT; CAINELLI, 2009, p. 122).

Interpretação: o exercício da interpretação – de um texto, de um objeto, de uma obra literária, artística ou de um mito – é fundamental na formação do pensamento crítico. Exige observação e conhecimento da estrutura do objeto e das suas relações com modelos e formas (semelhantes ou diferentes) inseridas no tempo e no espaço. Interpretações variadas sobre um mesmo objeto tornam mais clara, explícita, a relação sujeito/objeto e, ao mesmo tempo, estimulam a identificação das hipóteses levantadas e dos argumentos selecionados para a comprovação das diferentes proposições. (BNCC, 2018, p. 399)

Análise: construir explicações sobre temas, ideias e argumentos apresentados no documento, relacionando-os com a autoria, os objetivos e o contexto da produção; Relacionar a análise do documento com os conteúdos em estudo e com outros documentos históricos.

 

Para facilitar seu acesso aos recursos indicados disponibilizamos abaixo uma lista indicando onde localizá-los. Veja:

 

 

  • Quem é quem na foto de Merkel “encarando” Trump durante a cúpula do G7, acesse a reportagem completa clicando aqui.
  • Trump recebendo Angela Markel, acesso o vídeo clicando aqui.
  • Cinco perspectivas da imagem-símbolo do G7, acesse a reportagem completa clicando aqui.
  • Vídeo “Minha mãe visitando o museu“, para acessar o vídeo clique aqui.
  • Site Gerador de meme, clique aqui.
  • Site Mulher 500, clique aqui.
  • Site Dicionário Excluídos da História, clique aqui.
  • Indicação de livro: Gandavo, Pero de Magalhães. Tratado da Terra do Brasil: História da Província Santa Cruz, a que vulgarmente chamamos Brasil. Brasília: Senado Federal, Conselho Editorial, 2008. 158 p. (Edições do Senado Federal; v. 100; p. 63-64. O livro pode ser acessado no site Domínio Público, clicando aqui.

 

Ao longo da live indicamos alguns posts que podem ser localizado aqui no Blog das Assessorias, são eles:

 

  • Dialoga, Brasil! – 13 de maio: presente ou conquista?, para acessar clique aqui.
  • Dialoga, Brasil! – Treze de maio e Ensino Religioso, para acessar clique aqui.
  • Mão na massa, Brasil! – O que eu vou fazer com essa tal liberdade?, para acessar clique aqui.

 

 

Quais temas você gostaria de ver nos próximos encontros? Compartilhe conosco.

 

 

*Material produzido em parceria entre: Equipe Assessoria de História e Ensino Religioso e a Professora Daniela Pereira da Silva

Sempre que precisar entre em contato conosco: historia@aprendebrasil.com.br
Siga nossas redes sociais: Instagram @aprendebrasil / YouTube: Sistema Aprende Brasil

 


Referências:
BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/SEB, 2017. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp-content/uploads/2018/02/bncc-20dez-site.pdf>. Acesso em: maio, 2021.
BORGES, Maria Eliza Linhares. História & Fotografia. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2011. p. 25
MENEZES, Ulpiano T. Bezerra de. Memória e cultura material: documentos pessoais no espaço público. Revista Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 11, n. 21, p. 89-104, jul. 1998. Disponível em: <http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/2067>. Acesso em: 23 mar. 2017.

Deixe o seu comentário!