Últimas Publicações:

04/12/2020 - Língua Portuguesa

Poema concreto

Olá, professores(as). Tudo bem com vocês? A dica de hoje é uma atividade para complementar o estudo do poema concreto. Apresente aos alunos alguns exemplos de poemas concretos, enfatizando a relação entre palavras, ...

04/12/2020 - Língua Portuguesa

Poema concreto

Olá, professores(as).

Tudo bem com vocês?

A dica de hoje é uma atividade para complementar o estudo do poema concreto.

Apresente aos alunos alguns exemplos de poemas concretos, enfatizando a relação entre palavras, imagens e sonoridades.

Em seguida, fale sobre a proposta de leitura não linear, explorando uma análise dos efeitos de sentido que os recursos gráficos utilizados produzem no texto.

Depois, peça aos alunos que escrevam um poema tradicional, inspirados nos poemas concretos que eles estudaram. A ideia é representar com palavras os efeitos de sentido provocados pela leitura do poema visual.

Aqui é importante explorar todas as características dos dois gêneros textuais. E, se for possível, fazer também uma exposição virtual dos poemas.

Você já realizou uma atividade como essa?
Como foi?

Compartilhe sua prática!

Até breve

Assessoria de Língua Portuguesa

linguaportuguesa@aprendebrasil.com.br

Deixe o seu comentário!

28/10/2020 - Língua Portuguesa

A influência das co...

Olá, professores(as)! Como vocês estão? Hoje vamos falar sobre a influência das cores nos gêneros textuais. As cores são recursos visuais que aparecem em alguns textos com funções específicas, geralmente relacio...

28/10/2020 - Língua Portuguesa

A influência das cores nos gêneros textuais

Olá, professores(as)!
Como vocês estão?

Hoje vamos falar sobre a influência das cores nos gêneros textuais.

As cores são recursos visuais que aparecem em alguns textos com funções específicas, geralmente relacionadas à representação e exposição das informações. São, portanto, importantes elementos não verbais na construção dos textos.

Chamar a atenção dos alunos sobre o uso das cores nos gêneros textuais, auxilia a realização da leitura, da análise e da interpretação.

Em alguns gêneros textuais, as cores possuem funções perceptivas, atrativas, indicativas, representativas etc. Você pode trabalhar essa análise a partir de vários textos como: propagandas, mapas mentais, infográficos, guias, manuais, informativos etc. O objetivo é demonstrar a influência que elas exercem na estrutura, na funcionalidade e na intenção de cada um.

Uma sugestão interessante para demonstrar a importância das cores é comparar um mesmo texto em diferentes formatos: colorido e preto e branco. No caso de um mapa ou um gráfico, por exemplo, não é possível compreender algumas informações, caso esse texto não tenha também o auxílio do indicativo verbal.

Para desenvolver uma perspectiva mais reflexiva nos alunos, incentive-os a pesquisar gêneros textuais diferentes que tenham as cores como elementos determinantes na compreensão dos textos. Proponha uma atividade em que eles possam perceber essa influência para demonstrar isso aos colegas.

Na internet existem vários vídeos, materiais e artigos acadêmicos falando sobre isso. Pesquise algumas referências teóricas como apoio para essa prática.

Essa foi a dica de hoje.

Até breve!

Assessoria de Língua Portuguesa

linguaportuguesa@aprendebrasil.com.br

Deixe o seu comentário!

16/10/2020 - Língua Portuguesa

Timeline

Olá, professor(a). Hoje vamos propor uma prática divertida para você realizar com seus alunos. Essa proposta pode ser adaptada para o ensino remoto, híbrido ou presencial. A Timeline ou “linha do tempo” é uma es...

16/10/2020 - Língua Portuguesa

Timeline

Olá, professor(a).

Hoje vamos propor uma prática divertida para você realizar com seus alunos. Essa proposta pode ser adaptada para o ensino remoto, híbrido ou presencial.

A Timeline ou “linha do tempo” é uma estratégia que pode ser usada para relembrar os conteúdos que foram estudados durante o ano, mas também pode ser desenvolvida por meio de uma atividade específica que envolva diferentes temas, assuntos ou áreas do conhecimento.

Para contextualizar a prática, você pode iniciar discutindo o conceito de linha do tempo. Para facilitar a percepção dos alunos sobre isso, você pode produzir uma reflexão a partir da estrutura das postagens em redes sociais.

Atividade:

Determine algumas categorias, por exemplo: esporte, saúde, tecnologia, literatura etc.

Para cada categoria, selecione diferentes acontecimentos relacionados às invenções, descobertas, evolução tecnológica etc.

Por exemplo:

– Futebol: tetra campeonato; copa no Brasil; 7×1; VAR; Marta; Pelé etc.

– Saúde:  Peste bubônica; transplante de órgãos no Brasil; covid-19; descoberta dos raios X etc.;

– Tecnologia: televisão; rádio; celular; eletricidade; Wi-Fi; GPS; computador etc.;

– Literatura: Memórias Póstumas de Brás Cubas; O Cortiço; Vidas Secas; Dom Casmurro; Os Sertões etc.;

O ideal é que você selecione vários eventos categorizados para que os alunos construam uma ordem cronológicas dos fatos;

Outra opção é usar apenas imagens históricas (sem legendas ou referências) para que os alunos construam uma relação lógica;

O objetivo dessa atividade é praticar leitura, reflexão, pesquisa e diálogo entre os alunos.

Você pode realizar essa prática com diferentes propósitos: atividade de revisão; aquecimento para um debate sobre algum tema específico; desenvolvimento do estudo de algum gênero textual que esteja relacionado ao tema em questão; propostas interdisciplinares com assuntos de outras áreas; ampliação de temas interessantes para a elaboração de textos escritos etc.

Use a criatividade!

Você já realizou uma proposta como essa?

Comente aqui.

Até breve!

Assessoria de Língua Portuguesa

linguaportuguesa@aprendebrasil.com.br

 

 

Deixe o seu comentário!

14/10/2020 - Língua Portuguesa

Pesquisa e debate

Olá, professores(as). Tudo bem com vocês? Hoje vamos propor uma atividade para despertar a curiosidade dos alunos sobre os assuntos relacionados à ciência, pesquisa e investigação. O objetivo é proporcionar uma at...

14/10/2020 - Língua Portuguesa

Pesquisa e debate

Olá, professores(as).
Tudo bem com vocês?

Hoje vamos propor uma atividade para despertar a curiosidade dos alunos sobre os assuntos relacionados à ciência, pesquisa e investigação. O objetivo é proporcionar uma atividade que envolva o estudo dos gêneros textuais relacionados ao campo das práticas de estudo e pesquisa.

Proposta:

– O professor pode iniciar essa atividade pesquisando alguma curiosidade e lançando uma questão para os alunos refletirem. Exemplo: por que sentimos cócegas?

– Inicialmente, os alunos deverão levantar hipóteses sobre isso. Nesse momento, o professor pode usar estratégias de brainstorm ou brainwriting para anotar todas as ideias propostas por eles. O importante é registrar todas as hipóteses para, depois, realizar uma análise a partir delas.

– Depois da exposição inicial, o professor pode promover uma discussão para ampliar o tema em questão. O objetivo é instigar ainda mais a curiosidade dos alunos sobre esse aspecto/fato. Essas interações servem para motivar o desenvolvimento de uma pesquisa sobre o tema em questão.

– O próximo passo é buscar informações coerentes. Os alunos podem realizar suas pesquisas em todos os gêneros textuais que abordem o tema: artigos, textos de curiosidade científica, vídeos, documentários etc. Se você estiver trabalhando com um desses textos, aproveite também para aprofundar as características e a função social desse gênero.

– Depois da pesquisa, o professor poderá organizar uma roda de conversa. O objetivo é fazer com que os alunos compartilhem as informações que encontraram, eliminando ou incorporando as ideias que eles levantaram inicialmente. Dependendo do tema escolhido, essa prática pode ser bem divertida, pois os alunos podem perceber como as hipóteses podem parecer estranhas depois de conhecerem os motivos reais que explicam a questão investigada.

– O professor também pode optar pela produção textual, aplicando estratégias de planejamento, revisão e reescrita. Um bom assunto para articular a essa proposta é a análise da confiabilidade das fontes de informação. Explore isso!

Dica: informe seus alunos sobre a possibilidade de pesquisas em podcasts e canais de vídeo com temática científica. Nesses gêneros é possível ouvir ou ver comentários de especialistas em diversas áreas do conhecimento.

Essa foi a dica de hoje.

Até breve!
Assessoria de Língua Portuguesa

linguaportuguesa@aprendebrasil.com.br

Deixe o seu comentário!

30/09/2020 - Língua Portuguesa

Gênero jornalístic...

Olá, professores(as). Como vocês estão? A dica de hoje é uma atividade para expandir o estudo do gênero textual reportagem. Vamos lá! Para estudar as características, finalidades e estrutura desse gênero jornalí...

30/09/2020 - Língua Portuguesa

Gênero jornalístico: reportagem.

Olá, professores(as).
Como vocês estão?

A dica de hoje é uma atividade para expandir o estudo do gênero textual reportagem.

Vamos lá!

Para estudar as características, finalidades e estrutura desse gênero jornalístico, solicite aos alunos que pesquisem em sites, jornais ou revistas uma reportagem bem antiga, mas que, atualmente, ainda possa despertar o interesse dos leitores.

O objetivo é que eles percebam que, diferentemente da notícia, a reportagem não está, necessariamente, relacionada a um fato recente, mas, mesmo assim, pode trazer muitas informações interessantes.

Peça aos alunos que façam um levantamento sobre o tema da reportagem pesquisada e que organizem essas informações para compartilhar com restante da turma. Você pode usar algumas perguntas para nortear essa prática. Por exemplo:

– Por que essa reportagem foi publicada?

– Qual é a relevância desse assunto para a sociedade?

– As pessoas ainda podem usar essas informações como fonte de pesquisa? Por quê?

Depois, peça aos alunos que busquem reportagens atuais sobre o mesmo tema e analisem:

– Alguma coisa mudou em relação a isso?

– Daqui a dez anos, é possível que essa reportagem ainda tenha relevância social? Por quê?

Para discutir essas questões e promover um diálogo interessante com a sua turma, você pode propor uma apresentação para desenvolver a prática da oralidade. No caso do ensino remoto, você pode organizar durante uma aula on-line, pode também propor a gravação de um vídeo ou apenas um arquivo de voz.

Depois, você pode selecionar algumas reportagens com conteúdos desatualizados e mostrar aos alunos que, embora o assunto não apresente tanta relevância para o contexto atual, os dados ainda podem ser usados como referências de estudo. Se for possível, demonstre isso por meio de citações e embasamentos teóricos usados em trabalhos atuais.

Você também pode criar outras atividades a partir dessa prática: estudar os diferentes suportes de veiculação das reportagens; realizar análises entre reportagens jornalísticas orais e escritas; inserir outros conteúdos para ampliar o estudo desse gênero, como advérbios ou adjuntos adverbiais, por exemplo. Enfim, você pode criar e adaptar de acordo com as suas necessidades!

Essa foi a dica de hoje.
Você já realizou uma prática como essa?

Comente aqui.
Até breve!

Assessoria de Língua Portuguesa

linguaportuguesa@aprendebrasil.com.br

Deixe o seu comentário!

18/09/2020 - Língua Portuguesa

Regência nominal em...

Olá, professores(as). Como vocês estão? Hoje vamos dar uma dica que pode ser usada para trabalhar o conteúdo de regência nominal. Quando ensinamos a relação entre “regente” e “regido” é importante demarca...

18/09/2020 - Língua Portuguesa

Regência nominal em prática

Olá, professores(as).
Como vocês estão?

Hoje vamos dar uma dica que pode ser usada para trabalhar o conteúdo de regência nominal.

Quando ensinamos a relação entre “regente” e “regido” é importante demarcarmos a dependência que existe entre os termos. Para isso, não basta realizar o estudo isolado dos diferentes casos, é preciso criar oportunidades para que os alunos possam refletir sobre esses usos, ampliando, assim, a percepção de que há dependência do nome em relação aos seu complemento.

Como ampliar essa percepção?

– Selecione títulos ou trechos de reportagens, mas lembre-se de deixar as frases incompletas. Exemplo:

“Aluno relata que teve dificuldade…”
“O estudo é referente…”
“Especialistas ainda têm dúvidas…”

– Mostre esses trechos aos alunos e solicite que levantem hipóteses sobre o desfecho dessas reportagens;

– Cada um deverá construir uma lógica para poder completar essas frases;

– Depois, todos deverão explicar quais foram as hipóteses que criaram para cada desfecho;

– Nesse momento, você já pode verificar como foi que os alunos relacionaram intuitivamente os nomes (dificuldade, referente e dúvidas) aos seus complementos;

Professor (a), sabemos que grande parte das regras gramaticais são internalizadas pelos falantes, que, muitas vezes, nem as percebem nos usos espontâneos que fazem da língua. Isso quer dizer que, nessa atividade, os alunos podem até ter usado corretamente as regras de regência nominal sem se dar conta de que sabiam fazer isso naturalmente. Por isso, depois que todos comentarem suas hipóteses, mostre isso a eles, ressaltando as frases da seguinte maneira:

“Aluno relata que teve dificuldade…” – Em quê? Para quê? Com quê?
“O estudo é referente…” – A quê?
“Especialistas ainda têm dúvidas…” –  Sobre o quê?

– Se tiverem acertado o uso das preposições, mostre a eles que souberam aplicar corretamente as regras de regência nominal. Caso tenham cometido algum desvio, explique que é sempre importante pesquisar essa relação de dependência entre os termos durante a escrita de um texto.

Essa atividade é simples, mas muito eficiente. Ela serve também para incentivar os alunos a refletirem mais sobre a língua e os usos reais que fazem dela.

Se desejar, essa prática também pode ser ampliada para o estudo de outros conteúdos, por exemplo, o de transitividade verbal. Outra sugestão é usar diferentes gêneros textuais como: títulos de filmes, mensagens de texto, e-mails etc.

O mais importante é praticar e refletir sobre a língua!

Gostou dessa dica?
Comente aqui.

Até breve!
Assessoria de Língua Portuguesa
linguaportuguesa@aprendebrasil.com.br

Deixe o seu comentário!