Últimas Publicações:

28/09/2020 - Geografia

A Geografia na mesa ...

Olá professor! Olá professora! Recentemente, por diversas razões, a Geografia presente na  vida cotidiana tem estado muito próxima dos conteúdos dos nossos livros didáticos. Para ilustrar essa afirmação, irei ab...

28/09/2020 - Geografia

A Geografia na mesa do brasileiro

Olá professor! Olá professora!

Recentemente, por diversas razões, a Geografia presente na  vida cotidiana tem estado muito próxima dos conteúdos dos nossos livros didáticos. Para ilustrar essa afirmação, irei abordar um assunto que tem incomodado a maioria dos brasileiros, isto é, o aumento dos preços de alguns gêneros alimentícios. Fatores que contribuíram para isso:

  • o aumento das exportações de produtos agrícolas como o arroz, que assim como outras matérias primas, são chamadas de commodities. O termo vem da língua inglesa e significa mercadorias, que neste caso, são as matérias primas comercializadas em estado bruto. As commodities são bens de consumo mundial e, por isso, são comercializadas em bolsas de valores de todo o mundo;
  • a alta do dólar, que incentivou a preferência do mercado externo pelos produtores rurais;
  • ainda, com a pandemia, tivemos mudanças nos hábitos de consumo que demandou mais alimentos para o consumo doméstico.

Percebam que o aumento da demanda interna atrelada a externa, favoreceu a atual situação de elevação de preços não só do arroz, como também da carne e da soja. Você conseguiu perceber a quantidade de assuntos geográficos que podemos abordar a partir dessa situação real? Através do cenário atual, podemos trabalhar com a aprendizagem significativa.

Esse assunto pode ser abordado nos próximos meses, pois ele aparece no 4o volume em diferentes anos do Ensino Fundamental, como mostram os exemplos a seguir do 4o e 7o ano, respectivamente:

 

        

O que achou deste post? Deixe seu comentário.

Equipe Assessoria de Geografia

Sempre que precisar entre em contato conosco: geografia@aprendebrasil.com.br
Siga nossas redes sociais: @aprendebrasil

Grande abraço e até o próximo post!

Equipe Assessoria de Geografia

Referências:
BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/SEB, 2018. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf>. Acesso em:  25 Março de 2020.

 

 

 

 

Deixe o seu comentário!

14/09/2020 - Geografia

Pandemia e mobilidad...

Olá professor! Olá professora! Tudo bem? Início esse post com uma pergunta: o que a Pandemia nos mostra com  relação a mobilidade urbana? Será que as vias públicas foram pensadas para promover um distanciamento s...

14/09/2020 - Geografia

Pandemia e mobilidade urbana

Olá professor! Olá professora! Tudo bem?

Início esse post com uma pergunta: o que a Pandemia nos mostra com  relação a mobilidade urbana? Será que as vias públicas foram pensadas para promover um distanciamento seguro entre as pessoas? Um geógrafo de Toronto,  cidade mais populosa do Canadá, com 5,5 milhões de habitantes, aponta para a dificuldade de caminhar mantendo o afastamento físico recomendado, que seria de cerca de 2 metros. Esse fato evidencia o quanto que as  vias públicas não foram efetivamente pensadas para o cidadão que circula a pé. As calçadas em geral são estreitas e as ruas (marcadas pela presença de uma infinidade de veículos) são perigosas para os pedestres.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) traz um dado alarmante, mais de 1 milhão de pedestres morrem todos os anos em todo o mundo. No que diz respeito a distribuição espacial da população nas cidades brasileiras, percebe-se que em geral, a maior parte da população vive na periferia e é obrigada a realizar diariamente grandes deslocamentos para ter acesso a emprego e serviços.  Diante desses fatos,  tornou-se primordial melhorar as condições dos deslocamentos, seja com a criação/ampliação de ciclovias e/ou de espaços mais seguros para a circulação de pedestres, bem como melhorias do transporte público.

Na América Latina já temos alguns casos de sucesso, em cidades que mesmo durante a Pandemia, criaram mecanismos para melhorar a mobilidade urbana. Em Bogotá, na Colômbia, implementou-se desde março uma rede de ciclovias temporárias, a fim de promover o deslocamento individual em detrimento do coletivo e em Buenos Aires, na Argentina, foram criadas zonas de circulação exclusiva de pessoas entre os bairros mais centrais, estimulando o consumo local com acesso a pé. Este cenário deixa claro que devemos exigir de nossos representantes ações mais efetivas para essa situação. Em breve teremos eleições municipais e nada mais justo, do que exigir desses candidatos, projetos de políticas públicas para a mobilidade urbana.

Essa temática está presente em diferentes contextos do nosso material, desde os Anos Iniciais até os Finais. No 5o ano, por exemplo, o assunto é abordado de forma direta, já no 9o ano o assunto pode ser trabalhado dentro do viés das mudanças climáticas (causas e consequências).

   

O que achou deste post? Deixe seu comentário.

Equipe Assessoria de Geografia

Sempre que precisar entre em contato conosco: geografia@aprendebrasil.com.br
Siga nossas redes sociais: @aprendebrasil

Grande abraço e até o próximo post!

Equipe Assessoria de Geografia

Referências:
BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/SEB, 2018. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf>. Acesso em:  25 Março de 2020.
SABINO, Letícia. Restrições da pandemia aceleram transformações na mobilidade urnana. Artigo disponível em <https://www.cartacapital.com.br/blogs/sampape/restricoes-da-pandemia-aceleram-transformacoes-na-mobilidade-urbana/> Acesso em 11 Set. 2020

Deixe o seu comentário!

  • Um assunto muito importante a questão da mobilidade, principalmente em tempos de distanciamento , as calçadas são estreitas e o pedestre tem que dividi-la com postes de energia e de placas de trânsito ou de outra natureza. Cabe a nós lutarmos por qualidade de vida também nesse aspecto.

    • Olá Margarida,
      Nós, enquanto cidadãos, temos o direito de exigir políticas públicas que proporcionem melhor qualidade de vida, seja na mobilidade urbana ou no saneamento básico.

17/08/2020 - Geografia

A densidade demográ...

Olá professor! Olá professora! Tudo bem? No post de hoje irei abordar um tema para lá de conhecido. A densidade demográfica. Este índice tem chamado a atenção da saúde pública. Em áreas onde ela é elevada, o ...

17/08/2020 - Geografia

A densidade demográfica e a Pandemia

Olá professor! Olá professora! Tudo bem?

No post de hoje irei abordar um tema para lá de conhecido. A densidade demográfica. Este índice tem chamado a atenção da saúde pública. Em áreas onde ela é elevada, o Coronavírus se espalha tal qual fogo em uma mata. Apesar da Covid-19 não escolher o grupo populacional que irá infectar, o fato é que entre as populações de menor nível socioeconômico, os índices de contaminação são alarmantes. Isso acontece porque para esse grupo, o isolamento social praticamente não existe. Há muitas pessoas que compartilham espaços pequenos e precários, onde o saneamento básico é quase inexistente, permanecem trabalhando, e, por conta disso, utilizando o transporte coletivo.

Isto posto, podemos concluir que seja na América Latina ou em qualquer outra região do planeta, são os grupos mais vulneráveis que sofrem com as adversidades, sejam elas de ordem natural, social ou econômica. Observe o mapa a seguir:

A temática deste artigo pode ser utilizada como gatilho para trabalhar com diferentes conteúdos dos nossos livros, como: desigualdade social, densidade demográfica, crescimento vegetativo, deslocamentos populacionais, redes de transporte e comunicação, políticas públicas. Enfim, são inúmeros assuntos que poderão ser abordados. Além disso, este assunto também está presente na BNCC.  A seguir, o destaque para algumas habilidades que também podem ser trabalhadas:

(EF04GE02) Descrever processos migratórios e suas contribuições para a formação da sociedade brasileira.

(EF05GE03) Identificar as formas e funções das cidades e analisar as mudanças sociais, econômicas e ambientais provocadas pelo seu crescimento.

(EF06GE12) Identificar o consumo dos recursos hídricos e o uso das principais bacias hidrográficas no Brasil e no mundo, enfatizando as transformações nos ambientes urbanos.

(EF07GE04) Analisar a distribuição territorial da população brasileira, considerando a diversidade étnico-cultural (indígena, africana, europeia e asiática), assim como aspectos de renda, sexo e idade nas regiões brasileiras.

(EF08GE03) Analisar aspectos representativos da dinâmica demográfica, considerando características da população (perfil etário, crescimento vegetativo e mobilidade espacial).

(EF09GE15) Comparar e classificar diferentes regiões do mundo com base em informações populacionais, econômicas e socioambientais representadas em mapas temáticos e com diferentes projeções cartográficas.

O que achou deste post? Deixe seu comentário.

Equipe Assessoria de Geografia

Sempre que precisar entre em contato conosco: geografia@aprendebrasil.com.br
Siga nossas redes sociais: @aprendebrasil

Grande abraço e até o próximo post!

Equipe Assessoria de Geografia

Referências:
BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/SEB, 2018. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf>. Acesso em:  25 Março de 2020.
GALINDO, J. e ARROYO, L. Os mapas da pandemia revelam as desigualdades na América Latina. Artigo disponível em <https://brasil.elpais.com/internacional/2020-08-04/os-mapas-da-pandemia-revelam-as-desigualdades-na-america-latina.html#?sma=newsletter_brasil_diaria20200805> Acesso em 13 Ago. 2020

 

Deixe o seu comentário!

  • A TEMÁTICA ABORDADA É MUITO INTERESSANTE. PRECISAMOS MESMO TRABALHAR ESSE TEMAS PARA QUE O ALUNO PERCEBA QUE AS DIFERENÇAS SOCIAIS EM NOSSA SOCIEDADE. QUANDO ELE SABE O QUANTO É PREJUDICADO POR CAUSA DA FALTA DE POLÍTICAS PÚBLICAS, DÁ A ELE A OPORTUNIDADE DE LUTAR POR UM MUNDO MELHOR.

    • Olá Maria Ângela,
      De fato. Temos que tentar desenvolver em nossos alunos uma consciência crítica, aliás essa é uma das competências gerais da BNCC, desenvolver o pensamento científico, crítico e criativo.

03/08/2020 - Ensino Religioso, Geografia

Competências socioe...

Olá professor! Olá professora! Tudo bem? O que significa ter Autocontrole? Será que você possui essa competência (bem) desenvolvida? No último vídeo da série, irei tratar brevemente essa questão, pois muitas ve...

03/08/2020 - Ensino Religioso, Geografia

Competências socioemocionais – Autocontrole

Olá professor! Olá professora! Tudo bem?

O que significa ter Autocontrole? Será que você possui essa competência (bem) desenvolvida? No último vídeo da série, irei tratar brevemente essa questão, pois muitas vezes, em momentos de estresse, nem sempre é fácil controlar nossas emoções. Para assisti-lo CLIQUE AQUI

Até o próximo post!

Assessoria de Geografia

Sempre que precisar entre em contato conosco: geografia@aprendebrasil.com.br

Siga nossas redes socias:@aprendebrasil

Deixe o seu comentário!

  • Bom dia. Tudo certo por aqui. Acredito ter está competência, tento resolver as possíveis divergências da vida da melhor forma, a principio com uma conversa, tentando compreender a situação, depois se acaso não obtiver os resultados nos quais acredito serem os corretos, tento resolver ao longo de outras observações feitas durante a convivência, porém, sempre de forma sútil.

    • Boa tarde Camila,
      Acredito que o Autocontrole seja uma competência essencial para vivermos em equilíbrio conosco e com as pessoas que nos cercam. Nem sempre é fácil, mas como tudo na vida, requer exercício e paciência, não é mesmo? Fico feliz em saber que tem essa competência bem desenvolvida. Abçs Josimeire

23/07/2020 - Geografia, História

Jogos Museais

Olá Professores   Vamos unir nossas dicas sobre Museus e Games?   Diante das potencialidades da gamificação para sala de aula, os museus perceberam que este recurso pode ser utilizado para divulgação e con...

23/07/2020 - Geografia, História

Jogos Museais

Olá Professores

 

Vamos unir nossas dicas sobre Museus e Games?

 

Diante das potencialidades da gamificação para sala de aula, os museus perceberam que este recurso pode ser utilizado para divulgação e conhecimento de acervos e ações educativas.

Exemplo disso são as ação desenvolvidas pelo Museu de Arqueologia e Etnologia UFPR, localizado na cidade de Paranaguá, no litoral do Paraná.

Nos itens a seguir apresentamos dois jogos desenvolvidos pelos pesquisadores do Museu, ambos pensados para serem usados com estudantes da educação básica. Destinam-se ao público juvenil e adulto, de maneira a contribuir com o cumprimento da Lei nº 11.645/2008, que torna obrigatório o estudo da história e cultura afro-brasileira e indígena nas escolas, fornecendo material para auxiliar professores e professoras nessa tarefa.

 

RPG Jaguareté: O Encontro

Capa Manual do Jogo

O jogo é ambientado no universo indígena brasileiro na época do primeiro contato com os europeus, no século XVI. Nele é possível interpretar personagens indígenas, das etnias Guaianá e Tupinambá, e também conquistadores vindos da Europa, principalmente de Portugal.

Jaguareté: Desafios da Floresta

Imagem de Divulgação do Jogo

É um game digital baseado no RPG de mesa “Jaguaretá: O encontro”. Esta versão, lançada em 2020, corresponde a um jogo digital educacional voltado a cursos de Licenciatura como História, Geografia e Ciências Sociais, pensado como ferramenta de ensino à distância.

 

Ficamos curiosos para usar este jogo em sala de aula. E vocês?

 

Sempre que precisar entre em contato conosco: historia@aprendebrasil.com.br
Siga nossas redes sociais: @aprendebrasil

Deixe o seu comentário!

20/07/2020 - Geografia

Competências socioe...

Olá professor! Olá professora! Tudo bem? Você é uma pessoa expansiva?  Tem facilidade de se relacionar com outras pessoas?  Ao falarmos em relacionamento interpessoal, temos que ir além dessas perguntas e refletir...

20/07/2020 - Geografia

Competências socioemocionais – Relacionamento interpessoal

Olá professor! Olá professora! Tudo bem?

Você é uma pessoa expansiva?  Tem facilidade de se relacionar com outras pessoas?  Ao falarmos em relacionamento interpessoal, temos que ir além dessas perguntas e refletir sobre a importância desta competência e como podemos conviver de forma mais harmônica e equilibrada com outras pessoas. No vídeo desta semana, abordarei resumidamente sobre esta competência, para assisti-lo CLIQUE AQUI

Até o próximo post!

Assessoria de Geografia

Sempre que precisar entre em contato conosco: geografia@aprendebrasil.com.br

Siga nossas redes socias:@aprendebrasil

Deixe o seu comentário!

  • É possível melhorar o relacionamento interpessoal com empatia , autoconhecimento e assertividade.

    • Olá Professora Dalva, exatamente isso! Precisamos desenvolver essas competências que são fundamentais para convivermos em sociedade.