Últimas Publicações:

30/06/2020 - Língua Inglesa

Contar histórias pa...

As histórias movimentam nossos dias, nossa infância, nossas aventuras, nossas idas e vindas da vida adulta, até nossas tristezas, quando desabafamos com alguém. Histórias curam, fazem chorar, fazem rir. E ensinam!! ...

30/06/2020 - Língua Inglesa

Contar histórias para aprender inglês? YES, PLEASE.

As histórias movimentam nossos dias, nossa infância, nossas aventuras, nossas idas e vindas da vida adulta, até nossas tristezas, quando desabafamos com alguém. Histórias curam, fazem chorar, fazem rir. E ensinam!! YES, THEY TEACH! Clássicos ensinam, Shakespeare é contado recontado por meio de mil e uma outras histórias. Por que não ensinar outra língua por meio de histórias?

Sim, sim, sim!! YES, PLEASE!

Nas viagens por esse Brasil lindo, tenho conhecido muita gente fina, elegante e sincera.

Professores maravilhosos, apaixonados pelo que fazem, verdadeiros MAGICIANS! IT’S A KIND OF MAGIC!  Já cantava o Queen.

E eles mal sabem do tesouro que têm em suas mãos. Não precisam da tão inalcançada e temerosa tecnologia para conquistar seus alunos, eles têm coração, alma e vontade.

HEART, SOUL, WILLING TO TEACH.

Vou te contar três histórias.  Aprendi com elas, TEACHERS amadas. “Teacher de inglês”, quer coisa mais brasileira?

 

ONE – THE PINK BAG

Uma delas me contou que trazia para a aula uma bolsa rosa toda brilhante. Essa bolsa rosa, completamente fora de moda, um escândalo, virou uma amiga muito querida das crianças. THE PINK BAG! E toda vez que ela chegava com a PINK BAG as crianças sabiam que teria jogo, e aplaudiam. O combinado era: se a gente terminar a tarefa no livro, a gente brinca com a PINK BAG!  E o que as crianças faziam? Caprichavam mais em seu caderno e livro e letra e cores. Então, ela pegava a PINK BAG e dizia: TIME TO HAVE FUN! Eles se preparavam, atentos. Ela colocava uma música, e entregava a PINK BAG nas mãos do primeiro aluno da fila. ATTENTION! E colocava a música. Começava a euforia! De mãos em mãos a PINK BAG percorria as filas da classe. Sem olhar para trás, para perceber com qual aluno estava, a TEACHER pausava a música. E o sorteado, que estava segurando a bolsa naquele momento, pegava um objeto lá de dentro. E deveria dizer seu nome em inglês. Outra vez eram objetos de países diferentes, e eles deveriam dizer o nome do país em inglês. Eles amavam! Ela trouxe elementos e mecanismos de jogos para a aula: a torcida, o elemento surpresa, ter sorte ou não, regras para brincar, expectativa, emoção e diversão.

Sabia que ela gamificava a aula e nem sabia do termo? Isso mesmo! Aprendendo conteúdo da aula com elementos dos jogos e brincadeiras!

 

Hoje paro por aqui, mas vou te contar os outros exemplos, que carinhosamente as professoras dividiram comigo. Me reconheci na fala delas. A gente faz de tudo para ensinar, não é mesmo? Afinal sabemos ser TEACHERS AND MAGICIANS. No próximo, contamos a outra história.

 

Cassiana

Assessoria de Língua Inglesa

 

Deixe o seu comentário!

  • muito bom a história da bolsinha rosa….fiz uma vez com caixinha de segredos usado como temática maateriais usados no livro…

    • Excelente, Rosa Maria!! As crianças amam essas “magic boxes”! E qualquer conteúdo pode ser trazido ali, não é mesmo? Tem mistério, ativa o pensamento criativo, envolve, desafia, faz a criança brincar aprendendo. Vale à pena!

  • È assim que gosto de trabalhar com meus alunos.Trazendo elementos do cotidiano deles para sala de aula.Ficam mais atentos e respondem melhor os desafios .Sou professora de fundamental 1,e o lúdico é muito importante nas classes…

    • Olá, Rosa Maria! Que bom, que alegria para eles! As crianças precisam ancorar o novo naquilo que já conhecem, e que faz com que estejam seguros diante do que é diferente! Ensinar inglês é construir e reconstrui identidade! Perceber o outro, o diferente, faz com que me reconheça como ser humano! Maravilha que o lúdico esteja presente!

  • É assim que tento fazer sempre com meus alunos,até mesmo trazendo elementos do cotidiano deles para sala de aula

  • Adorei a história da PINK BAG !! Eu trabalho com inglês do 1º ao 5º ano e nos primeiros anos construi um teatrinho e com ele conto pequenas história reinventadas ou clássicos da literatura mesmo. Eles adoravam.

    • Olá, Gilmar! Que bom que gostou! Essa ideia maravilhosa aprendi com uma professora nessas andanças da vida! É perfeita! Ótima ideia recontar, revisitar e reencantar com os clássicos! As crianças adoram! E se eles construirem o material fica ainda mais significativo!

  • Ola´Cassiana, Bem isso mesmo, no ensino fundamental I é comum explorarmos e trabalharmos com gamificação até porque o vocabulário, a pronúncia, a memorização a compreensão flui melhor por meio do compartilhar entre os alunos e correção sem cobrança direta. por meio desta metodologia. O engraçado que ao chegar no fundamental II há uma ruptura e o enfoque cai na teoria e ´cumprimento do conteúdo, permitindo uma aula seca. Quem se desfavorece com isso somos nós, tornando a aula distante e sem desafios. Vou retomar e estender a esse público.

    • Hello, Josi! Brincar, jogar, contar histórias é maravilhoso com as crianças! Sim, é verdade! Com os adolescentes acredito que haja uma mudança de postura, agora não tão abertos a se expor como as crianças. As crianças mergulham sem medo, os adolescentes te olham desconfiados. Mudam os jogos e as brincadeiras, mas veja, nós ainda amamos uma boa história como adultos, não é mesmo? Quem sabe as histórias devam ser um pouco diferentes, um anúncio, um trailler de filme, um youtuber contando algo ou propondo um jogo? Mas a ideia de gamificar a aula pode permanecer, sim!

29/06/2020 - Geografia

Competências socioe...

Olá professores! Tudo bem? Alguma vez, ao longo de sua vida, você já se colocou no lugar de outro ser humano? Já refletiu sobre o sofrimento e/ou situação imposta a outrem? Esta semana abordarei brevemente sobre a...

29/06/2020 - Geografia

Competências socioemocionais – Empatia

Olá professores! Tudo bem?

Alguma vez, ao longo de sua vida, você já se colocou no lugar de outro ser humano? Já refletiu sobre o sofrimento e/ou situação imposta a outrem? Esta semana abordarei brevemente sobre a EMPATIA e como ela é importante para o relacionamento interpessoal, por exemplo, o bullying na escola poderia ser minimizado, se o agressor se colocasse no lugar do agredido. Para saber mais clique no link https://www.youtube.com/watch?v=zf9pkYg5Bz8&feature=youtu.be

 

Até o próximo post!

Assessoria de Geografia

Sempre que precisar entre em contato conosco: geografia@aprendebrasil.com.br

Siga nossas redes socias:@aprendebrasil

Deixe o seu comentário!

29/06/2020 - Matemática

Compartilhando Suges...

Olá, professor(a)! Seja bem-vindo (a) a seção do blog que destinamos ao compartilhamento de boas práticas pedagógicas de professores do Sistema de Ensino Aprende Brasil. Desta vez vamos conhecer um pouco do trabalho...

29/06/2020 - Matemática

Compartilhando Sugestões de Práticas Pedagógicas

Olá, professor(a)!

Seja bem-vindo (a) a seção do blog que destinamos ao compartilhamento de boas práticas pedagógicas de professores do Sistema de Ensino Aprende Brasil.
Desta vez vamos conhecer um pouco do trabalho da professora Bruna Mara Dutra da Silva de Souza, do município de São Francisco de Paula – RS, destinado ao 9° ano, envolvendo Representações no Plano Cartesiano.
Venha compartilhar conosco também sua prática! Deixe seu comentário!
Assessoria Pedagógica de Matemática

Atividade Matemática

Deixe o seu comentário!

29/06/2020 - Educação Infantil

Quarentena brincante...

Olá, pessoal! Espero que o final de semana tenha sido feliz e que todos estejam bem! Como já constatado, percebemos que as brincadeiras auxiliam a estimular os aspectos do desenvolvimento humano! Nem sempre é necessá...

29/06/2020 - Educação Infantil

Quarentena brincante para bebês e crianças bem pequenas

Olá, pessoal!

Espero que o final de semana tenha sido feliz e que todos estejam bem!

Como já constatado, percebemos que as brincadeiras auxiliam a estimular os aspectos do desenvolvimento humano!

Nem sempre é necessário ter brinquedos prontos e estruturados, com barulhinhos e músicas para despertar o interesse dos pequenos. Com dedicação, interesse , imaginação e criatividade é possível inventar brincadeiras, jogos e brinquedos que chamem atenção das crianças, que agucem a curiosidade, a experiência e a descoberta e que contribuam para o seu pleno desenvolvimento.

Hoje, gostaria de apresentar uma brincadeira lúdica para estimular o raciocínio, a coordenação, a diversão e a concentração das crianças.

Objetos da própria casa ou materiais recicláveis que seriam descartados ou jogados no lixo se tornam brinquedos e brincadeiras diferentes, divertidas e de grande aprendizado.

Brinquedo com caixa de ovo

Caixa de ovos vira brinquedo de encaixar.

 A primeira dica é “ furando a caixinha de ovos”.

Furar a caixa de ovos para que a criança possa encaixar hastes flexíveis (ou cotonetes) é ótimo para desenvolver a coordenação motora fina, o movimento pinça, a linguagem corporal e a concentração. Essa brincadeira pode entreter e alegrar os pequenos por muito tempo e ser repetida várias vezes.

Para fazer esta atividade, pegue um objeto perfurante (pode ser uma chave de fenda ou tesoura), fure a caixa de ovo e dê as hastes flexíveis para a criança começar a encaixá-las nos buraquinhos feitos, se entreter e brincar. Vale lembrar que esta brincadeira deve ser supervisionada por um adulto, já que as hastes podem ser atrativas para as crianças e colocadas em lugares perigosos, como olhos e boca.

Outra opção é “enchendo a caixinha de ovos”.

Esta sugestão também é ótima para desenvolver a coordenação motora, o movimento pinça, a noção de espaço, o raciocínio e demais habilidades.

Para esta proposta, pegue uma caixinha de ovos, deixe-a aberta e coloque-a sobre um tapete no chão da sala ou do quarto ou de outro ambiente da casa que desejar.

Coloque dentro de uma caixinha ou pote ou pratinho de plástico alguns objetos ( tampas de garrafa pet, pompons de lã, bolinhas feitas de massinha de modelar, pecinhas de lego, enfim o que desejar e que tiver disponível e que seja do tamanho suficiente para colocar no lugar dos “ ovos” que não estão mais na caixa).

Em seguida, é só deixar a criança colocar os objetos dentro dos espaços vazios da caixinha de ovos. É interessante observar se a criança coloca um único objeto ou mais de um no mesmo espaço, se preenche todos os espaços vazios, se coloca e depois retira o objeto para repetir a brincadeira, pega um de cada vez ou se consegue pegar dois ou mais objetos e coloca-os em uma única vez, enfim observar qual foi a estratégia e raciocínio utilizado por ela ao tentar completar a caixinha de ovos. Lembro novamente, que esta brincadeira deve ser supervisionada por um adulto, já que os objetos disponibilizados podem ser atrativos para as crianças e colocados na boca.

 

 

 

 

 

As duas propostas são muito interessantes para essas faixas etárias e é importante, por parte do adulto proporcionar situações que possam instigar o pensamento e a descoberta da criança, fazendo alguns questionamentos como:

“Porque você colocou a haste aqui e não ali?”

“Parabéns, você colocou as hastes em todos os buraquinhos da caixinha!”

“Será que todas as hastes foram colocadas nos buraquinhos da caixinha?”

“Quer minha ajuda?”

“Porque você não colocou todos os objetos dentro dos espaços vazios da caixinha de ovos?”

“Porque você colocou os objetos na caixinha sempre deixando um espaço vazio entre eles?”

“Porque você colocou dois objetos num único espaço da caixinha?”

“Ficou algum espaço sem ser preenchido?”

“Parabéns, você preencheu todos os espaços vazios da caixinha de ovos.”

É importante a interação, a participação e a observação do adulto durante a realização da atividade. Assim, é possível perceber as capacidades, o interesse, a motivação, as dificuldades e as conquistas da criança, assim como propostas tão simples podem contribuir para o seu pleno desenvolvimento.

Depois que brincar com seus pequenos, deixe um comentário contando como foi a experiência da caixinha de ovos.

Forte abraço e até o próximo post!

Equipe Assessoria Educação Infantil

Não hesitem, entrem sempre em contato conosco pelo e-mail edinfantil@aprendebrasil.com.br

Siga nossas redes sociais: @aprendebrasil

 

Deixe o seu comentário!

29/06/2020 - Educação Infantil

Quarentena brincante...

Olá, pessoal! Espero que o final de semana tenha sido feliz e que todos estejam bem! Como já constatado, percebemos que as brincadeiras auxiliam a estimular os aspectos do desenvolvimento humano! Hoje, gostaria de apre...

29/06/2020 - Educação Infantil

Quarentena brincante para crianças pequenas

Olá, pessoal!

Espero que o final de semana tenha sido feliz e que todos estejam bem!

Como já constatado, percebemos que as brincadeiras auxiliam a estimular os aspectos do desenvolvimento humano!

Hoje, gostaria de apresentar um jogo que ajuda no desenvolvimento do raciocínio, da lógica, estratégia e resolução de problemas, prever o movimento do adversário, aprender a formar sequência e ter paciência.Vocês conseguem adivinhar sobre qual jogo estou me referindo?

Mais uma dica para vocês: pode-se jogá-lo dentro e fora de casa, utilizando materiais variados.

Simmm!! JOGO DA VELHA – Esse é o nome do jogo!

O Jogo da Velha (ou Jogo do Galo como é conhecido em Portugal, ou Tic Tac Toe) é milenar. Estudiosos de jogos antigos dizem que no Antigo Egito já havia registros de tabuleiros da “Velha” esculpidos em pedras. Que bacana, não é?

Eu joguei muito esse jogo e adorava jogá-lo! E vocês conhecem esse jogo? Vocês sabiam que podemos criar outras possibilidades para jogá-lo?

Regras do Jogo da Velha

  • O tabuleiro é uma matriz  de três linhas por três colunas.
  • Dois jogadores escolhem uma marcação cada um, geralmente um círculo (O) e um xis (X).
  • Os jogadores alternadamente, fazem uma marcação por vez, numa lacuna que esteja vazia.
  • O objetivo é conseguir três círculos (O) ou três xis (X) em linha, quer horizontal, vertical ou diagonal, e ao mesmo tempo, quando possível, impedir o adversário de ganhar na próxima jogada.
  • Quando um jogador conquista o objetivo, costuma-se riscar os três símbolos.

Se os dois jogadores jogarem sempre da melhor forma, o jogo terminará sempre em empate.

É uma brincadeira que permite ter algumas variações e possibilidades de aproveitamento em várias situações.

Vamos ver algumas delas?

Jogo da velha no tabuleiro (o tabuleiro pode ser substituído por sulfite, cartolina ou outros papeis lisos disponíveis em casa)

  • Para jogar, desenhe um diagrama com duas linhas verticais paralelas cruzadas por duas linhas horizontais também paralelas, de maneira a formar nove espaços vazios. Dois jogadores escolhem uma marcação cada um, geralmente um círculo (O) e um xis (X) feitas com caneta ou lápis de cor ou giz de cera. Porém, se preferir pode-se substituir as marcações círculo (O) e xis (X) por outros materiais como tampinhas de garrafa pet ( escolher duas cores diferentes), botões ( escolher duas cores ou dois formatos diferentes), quadradinhos feitos de papel ou EVA ( escolher duas cores ou dois formatos diferentes). Porém, cuidado com peças muito pequenas para que as crianças não as levem à boca!

 

 

 

 

 

Jogo da velha com prato descartável.

É só usar a fita adesiva para fazer o desenho do tabuleiro no chão da sala, da garagem da sua casa ou no jardim.

  • Utilize pratinhos de cores diferentes para cada jogador ou faça uma marcação diferente nos pratinhos de cada jogador, como: para um jogador pratinhos marcados com X e para o outro jogador pratinhos marcados com um tracinho. Ou, se preferir cole imagens ( sol, coração, estrela, flor, etc,.) que simbolizem a diferença dos pratinhos dos dois jogadores . Depois, é só jogar!

Jogo da Velha Humano

Para essa sugestão é necessário fazer um tabuleiro gigante com fita crepe no chão da sala, da garagem da sua casa ou no jardim.

  • Seis pessoas podem brincar, três em cada time que corresponde a dois times. A equipe do xix (X) ficam com os braços abertos. A equipe do círculo (O) com as mãos na cintura. Cada um na sua vez se posiciona numa casinha do tabuleiro até formar a “Velha”.

Super divertido! Se não tiver tantas pessoas para jogar, você pode complementar o tabuleiro com objetos como uma bola, um chinelo, folhas de árvores, gravetos, pedras, enfim o objeto que desejar e que tiver disponível em sua residência.

Jogo da velha com palitos de picolé

Para essa sugestão é necessário fazer um tabuleiro com quatro palitos de picolé no chão da sala, da cozinha, do quarto ou sobre uma mesa. Dois devem ficar na posição vertical e dois na horizontal para formar o tabuleiro como feito no papel.

  • Utilize palitos coloridos ou peça para a criança pintá-los com giz de cera ou tinta guache. Você poderá jogar com tampinhas de garrafa pet (escolher duas cores diferentes) ou fazer marcações diferentes nas tampinhas dos dois jogadores ou escolha os objetos disponíveis em sua residência para poder jogar. Com o tabuleiro pronto é só iniciar o jogo!

 

E aí, que tal experimentar alguma dessas possibilidades e jogar com sua família?

Depois, conte para nós como foi a sua experiência com essas possibilidades diferentes do jogo da velha! Ou crie uma outra e compartilhe conosco! Ficaremos muito felizes com sua ideia e comentário!

Forte abraço e até o próximo post!

Equipe Assessoria Educação Infantil

Não hesitem, entrem sempre em contato conosco pelo e-mail edinfantil@aprendebrasil.com.br

Siga nossas redes sociais: @aprendebrasil

REFERÊNCIAS:

Brincadeira adaptada de: https://www.tempojunto.com/2016/05/19/jogo-da-velha-e-uma-brincadeira-para-dentro-e-fora-de-casa-que-estimula-a-velocidade-de-raciocinio/ Acesso em: 28/06/2020

Deixe o seu comentário!

29/06/2020 - Arte

Vamos brincar com so...

Olá professora, olá professor! ♥ Que bom tê-los conosco mais uma vez! Você conhece o artista Vicent Bal? O artista ficou famoso em redes sociais por ser muito criativo e divertido! O artista visual utiliza sombras...

29/06/2020 - Arte

Vamos brincar com sombras?

Olá professora, olá professor! ♥
Que bom tê-los conosco mais uma vez!

Você conhece o artista Vicent Bal? O artista ficou famoso em redes sociais por ser muito criativo e divertido!

O artista visual utiliza sombras projetadas por objetos feitas com uma lanterna, e consegue ver arte em tudo!

Dá uma olhadinha nessas imagens:

Para ver mais imagens como essa e conhecer um pouco mais do artista entre AQUI.

Aproveite a quarentena e o isolamento social e vamos nos divertir!

Bom, e não podia ser diferente, esperamos a sua participação! Faça a sua obra com sombra de objetos e nos envie por e-mail!

arte@aprendebrasil.com.br

Gostou? Ficou com dúvidas ou tem sugestões?

Deixe aqui nos comentários!!!

ATÉ A PRÓXIMA, TCHAU! =)

Rafael Pawlina

Assessor de Arte

Deixe o seu comentário!

  • Que bacana as obras Vicent Bal.
    Neste momento com aulas remotas, a professora da nossa escola, Giovania (CMEI “Diva Saviatto Duarte” Jerônimo Monteiro-ES), preparou uma sequencia didática a partir do desenho com sombras, ficou muito bacana.
    É uma sugestão que no retorno podemos propiciar aos nossos alunos, para agregarem informações e conhecimentos.